Quer economizar com a conta de eletricidade? Veja esses três modelos de aquecedores a gás para esquentar seus banhos

 


 

Depois de um longo dia de trabalho, de uma sessão de exercícios na academia ou apenas para espantar o frio do inverno, não há nada melhor que um bom banho quente. Melhor ainda se você puder fazer isso enquanto economiza na conta de eletricidade. Aquecedores a gás oferecem essa oportunidade por um preço mais baixo.

Com o avanço da tecnologia, os aquecedores ficaram mais portáteis e mais simples de usar, permitindo que você possa instalar um em sua residência sem dificuldades e usufruir de água quente sem se preocupar com riscos a sua segurança.

Veja aqui três modelos que escolhemos para que você possa fazer a melhor escolha para sua economia.

 

Aquecedor a Gás Rinnai Reu-158 BR

O Rinnai Reu-158 é o modelo mais simples da lista, com um design mais simples, ainda assim é ideal para duchas e para piscinas. Ele possuiu uma vazão de 15 litros por minuto, opção de acendimento automático, filtro de entrada de água e sensor de temperatura.

Ele também é uma opção mais econômica, pois utiliza menos gás. Recomendamos caso seja sua primeira compra antes de experimentar modelos mais completos, ou se sua demanda não é muito grande.

 

Aquecedor a Gás GLP Exaustão Natural LZ750 BP – Lorenzetti

O aquecedor a gás LZ 750 BP, da Lorenzetti, é uma opção mais econômica, possuindo exaustão natural e vazão de 7,5 litros de água por minuto. Isso o torno ideal para uso com uma ducha. Ele também possuir chave verão e inverno, permitindo que seja usado em temperaturas agradáveis mesmo no verão, além de botão liga e desliga e dupla regulagem de temperatura.

Esse modelo destaca-se por funcionar em locais que tenham pouca pressão de água, como casas térreas, sobrados e apartamentos de cobertura. Outra funcionalidade que ganha destaque é a possibilidade de regular a temperatura e a vazão conforme as condições climáticas, obtendo assim, muito mais conforto e economia.

 

Aquecedor De Água A Gás Komeco 20l Ko20di Glp

O modelo da Komeco oferece a maior capacidade dos modelos dessa lista, com uma vazão de água com acréscimo de 20° (l/min), proteção contra superaquecimento, sensor de temperatura, sensor de presença de chama, válvula de segurança para o gás, e alimentação elétrica. Tudo isso para garantir sua segurança, para tomar seu banho sem medo.

Além disso ele conta com um design elegante, seja na cor branca ou em inox, com mostrador digital com controle total das funções doa aparelho a um simples toque. Certamente a melhor opção se você procura um aparelho mais robusto.

 

Decidiu comprar seu aquecedor? Veja o que analisar antes de escolher o modelo perfeito para você!

 

Depois de considerar prós e contras — ou mesmo por questões estruturais —, você decidiu adquirir um modelo a gás. Antes de considerar apenas o modelo mais barato, afinal, este tipo de aparelho tem um custo significativamente superior aos aquecimentos elétricos, é importante escolher um modelo que adapte perfeitamente as suas necessidades, para que não seja necessário lidar com ocasionais problemas futuros.

 

Observe o tipo de alimentação do aquecedor

 

Sabemos que se trata de um modelo a gás, porém, antes da compra, verifique o tipo de gás que é distribuído em seu condomínio, se é o GPL (gás liquefeito de petróleo) ou GN (gás natural). O GPL é o tipo de mais comum distribuição no Brasil, já que é fornecido no formato de botijão (o famoso gás de cozinha), já que o gás natural precisa ser distribuído via encanamento, algo mais restrito a grandes cidades, postos de combustível e grandes empresas.

Se você não sabe qual o tipo de gás é distribuído em sua residência, procure informações no manual da construtora ou com a administração do condômino, pois eles certamente saberão informar sobre a forma de distribuição.

 

Mecânico ou digital? Qual escolher?

 

Primeiramente, é preciso entender a diferença entre os modelos. Os aquecedores mecânicos mantêm o aquecimento constante enquanto a água passa pelo aparelho, independentemente do volume de água que está sendo aquecido, enquanto o modelo digital regula a intensidade de calor conforme a vazão de água. Na prática, os modelos digitais acabam se tornando mais seguros ao uso, já que se ajusta automaticamente a demanda e não oferece o risco de superaquecer a água caso, por exemplo, você desligue um segundo chuveiro enquanto usa água quente.

Apesar de ser menos seguro — e até menos econômico —, muitos clientes preferem os modelos mecânicos de aquecimento de água, já que neste tipo de aparelho é possível regular e ajustar a chama ao gosto do usuário. Porém, vale lembrar que nos modelos digitais, o controle do aparelho não é direcionado a chama, e sim a temperatura final da água, que se ajusta conforme a necessidade. Ou seja, se você regulou para que a temperatura final da água seja de 33ºC, está usando um chuveiro e decide ligar outro ao mesmo tempo, a temperatura no aquecedor será elevada para que os dois chuveiros tenham a saída de água de 33ºC.

Além da diferença no tipo de aquecimento, modelos mecânicos e digitais se afastam por uma questão muito importante: o preço. Os modelos digitiais, por serem mais modernos e dependerem de mais tecnologiaa, acabam custando significativamente mais que modelos mecânicos.

 

E a vazão?

 

Eis um dos pontos que mais causa reclamações entre os compradores. A vazão do aquecedor é fator determinante para saber se ele atenderá ou não as expectativas do cliente. Para saber se o aquecedor atenderá ou não suas demandas, é preciso analisar primeiramente as saídas de água que serão utilizadas, pois a vazão de variados chuveiros e torneiras pode oscilar enormemente entre um modelo e outro. Além disso, é preciso considerar a demanda da casa. Por exemplo: quantos chuveiros costumam ser ligados ao mesmo tempo? Qual a vazão de cada um deles? A partir destes dados é possível analisar qual o modelo de aquecedor atenderá melhor as suas demandas.

Descubra comigo os melhores e mais interessantes produtos do mercado!
Melhor aquecedor a gás
Taxa contribuição